Top10Interview: Raquel Pinto, fundadora da Magic Play, Desenvolvimento Infantil.

Conheci a Raquel durante as aulas de Música e Jogos do Santiago. Através do trabalho semanal que fomos desenvolvendo juntas (também com outros pais e bebés) criamos uma relação muito próxima em termos profissionais e até pessoais.

A Raquel nasceu em Felgueiras e é especialista em Psicomotricidade. Tem dedicado o seu percurso profissional às crianças, desde os bebés até aqueles mais crescidinhos.

A Magic Play é o bebé da Raquel, aquele que nasce do bichinho de empreender e dar o melhor de si para o beneficio das famílias e do desenvolvimento infantil. Como estamos perto da estreia do seu negocio, aproveito para saber mais do que se trata!

 

Olá Raquel, vamos a isso? Olá Erika, vamos lá!

1.- Raquel, para ti trabalhar com crianças é uma paixão. Como surge este amor pela infância?

Penso que “nasceu” de uma forma natural e bastante cedo. Lembro-me de ser ainda criança e de achar imensa piada aos miúdos mais novos. Gostava de os pegar ao colo, de os ajudar… Durante vários anos dizia que queria ser professora quando crescesse! Obviamente que quis ser imensa coisa à medida que fui crescendo. Mas o bichinho esteve sempre lá. As crianças sempre me cativaram, sempre gostei de estar no meio delas. Felizmente, desde que comecei a trabalhar, que tenho tido oportunidade de conhecer e trabalhar com crianças de várias idades o que me permitiu ter a certeza de que é mesmo disto que gosto. Daí, quando decidi fazer mestrado, ter optado por me especializar nas idades mais pequenas.

 

img_0866.jpg
Raquel Pinto, Fundadora da Magic Play, Desenvolvimento Infantil

 

2.- Fala-nos um bocado do teu percurso acadêmico e profissional até hoje.

Licenciei-me em Reabilitação Psicomotora na Universidade de Trás-os-Montes em Alto Douro. Logo no final da licenciatura fiz uma Pós-Graduação em Psicomotricidade e assim que terminou iniciei o Mestrado em Educação Especial – na área de especialização em Intervenção Precoce, na Universidade do Minho.  

As minhas primeiras experiencias profissionais focaram-se mais na componente clinica e terapêutica da minha profissão.  Iniciei o meu percurso num colégio, onde trabalhava com crianças do pré-escolar e 1º ciclo com necessidades educativas especiais ou dificuldades de aprendizagem. Entretanto comecei a trabalhar em algumas clinicas, dando consultas de psicomotricidade a crianças com necessidades educativas especiais ou dificuldades de aprendizagem, aqui com maior variedade de idades, desde o pré-escolar ao 2º ciclo.

Nos últimos 2 anos exerci funções num centro de desenvolvimento infantil, onde fui coordenadora, realizando aulas de estimulação do desenvolvimento psicomotor para crianças dos 0 aos 6 anos. Foi sobretudo esta última experiencia que me permitiu ganhar a “bagagem” e conhecimentos necessários para iniciar este projeto.

Nesta fase, o objetivo é conciliar as duas vertentes profissionais: a vertente clinica/terapêutica, continuando a realizar as consultas e acompanhamentos em Psicomotricidade, e a vertente educativa/preventiva, com a Magic Play.

 

3.- Que tipo de estímulos/serviços pode a Magic Play dar aos nossos filhos?

A Magic Play realiza aulas semanais (de Psicomotricidade e/ou Expressão Musical) de 45 minutos dadas a grupos de crianças dentro da mesma faixa etária. Garantimos a deslocação ao local de uma técnica e de todo o equipamento e materiais necessários. Oferecemos aulas muito divertidas e completas, em termos de estimulação do desenvolvimento (social, cognitivo, linguístico, psicomotor e emocional), da criatividade e da promoção da autoestima e autoconfiança. Queremos que todas as crianças possam participar, aprender e divertir-se com as nossas aulas, utilizando para isso uma metodologia muito positiva e inclusiva.

 

4.- As vezes, nós pais, pecamos porque limitamos os nossos filhos e impedimos que façam algumas coisas sozinhos: “vais cair”, “por aí não”, “pára, pára” … Limitamos tanto que por vezes nem permitimos que pensem por si próprios. Alguma recomendação como especialista na área da psicomotricidade?

As crianças precisam de brincar de forma livre, testar, experimentar… e os primeiros 5 anos de vida são absolutamente cruciais, tendo em conta que é nesta fase que o cérebro humano está mais recetivo aos estímulos! É preciso dar liberdade à criança para que ela tenha curiosidade e vontade de explorar, uma vez que isto lhe vai permitir entender o mundo que a rodeia através de todos os seus sentidos, e proporciona-lhe os meios necessários para transformar sentimentos e ideias em ações. Com a devida supervisão, essa liberdade é ainda necessária para que, de forma progressiva, a criança domine o seu corpo, perceba suas capacidades e conquiste as suas habilidades corporais.

Cabe aos pais a seleção dos brinquedos e dos contextos a serem explorados e a criação das condições de segurança necessárias (colchões para o chão, protetores de tomadas, esquinas protegidas, escadas inacessíveis…), de forma a proporcionar à criança um ambiente de qualidade onde a exploração não tem limites.

5.- Que elementos devem ser indispensáveis na vida de uma criança para o seu desenvolvimento completo?

Para além das obvias necessidades básicas relacionadas com a alimentação, sono e higiene, as primeiras experiências de um bebé (ou seja, os vínculos criados com a família, sobretudo os pais, e as suas primeiras aprendizagens) são absolutamente determinantes. E porquê? Porque estão diretamente relacionadas com o desenvolvimento (social, cognitivo, linguístico, motor e emocional) da criança. Desta forma, é indispensável criar condições para que estas primeiras experiencias sejam o mais ricas possível.

Existem atividades de estimulação muito simples e que podem ser realizadas logo a partir dos primeiros meses de vida.

É normal que os bebés pequenos tenham um grau menor de interação, mas isso não quer dizer que brincar com eles não seja importante. As brincadeiras, mesmo as mais simples, são fundamentais para o desenvolvimento completo, harmonioso e saudável de qualquer criança.

Convém salientar que toda a aprendizagem começa com o afeto, com o carinho. É esta a base a partir da qual as crianças ficam mais confiantes e recetivas a novos estímulos.

6.- A pesar de ainda não teres filhos, a Magic Play é o teu bebé! Fala-nos deste teu projeto!

Para mim a infância é uma das fases mais importante no processo de desenvolvimento humano e deve necessariamente ser vivida e promovida da forma mais completa possível. Foi a partir desta crença que nasceu a Magic Play, um projeto de atividades destinadas a crianças dos 2 meses aos 6 anos e que podem ser realizadas em creches, jardins de infância (como atividade curricular ou extracurricular), empresas e associações.

As nossas aulas incluem a psicomotricidade, o movimento criativo e ainda a expressão musical e são muito completas, em termos de estimulação do desenvolvimento, da criatividade e da promoção da autoestima e autoconfiança.

Temos como principal objetivo promover o desenvolvimento saudável, completo e harmonioso de todas as crianças, usando, para isso, uma metodologia inclusiva e promotora dos pontos fortes de cada criança. Tudo isto através de atividades e brincadeiras estimulantes, cativantes e adequadas a cada faixa etária e nível de desenvolvimento.

IMG_3416 (1)
Alguns do materias Magic Play

7.- Que diferencia a Magic Play dos outros serviços na mesma área?

Penso que aquilo que nos distingue é a relação muito próxima e empática que criamos com os pais, educadores e, mais importante, com as crianças com quem trabalhamos.

Para além disso, somos bastante dinâmicas, criativas, temos um forte sentido de compromisso, e bastantes noções teóricas e práticas, que são também fundamentais.

8.- Onde vês a Magic Play de aqui a 5 anos?

Queremos deixar uma marca muito positiva na vida de todas as crianças que se cruzarem connosco. Espero que daqui a 5 anos a Magic Play chegue a ainda mais crianças, famílias e escolas.

Para já a o projeto chega apenas aos locais que pretendem os nossos serviços mas, a longo prazo, o meu desejo é criar um espaço físico direcionado a pais e filhos, de forma a proporcionar tempo de brincadeira de qualidade e atividades diversificadas em conjunto.

IMG_2382

9.- Se não trabalhasses com crianças qual seria o teu trabalho de sonho?

Esta é difícil! Penso que provavelmente acabaria por optar por uma outra área relacionada com a saúde.

10.- Onde podem contactar-te os pais e  as instituições interessadas na Magic Play?

Podem contactar-me através do +351 914200052,  através do mail magicplay.di@gmail.com  ou no Facebook: https://www.facebook.com/magicplay.di/

logomagicplay


Raquel, muita sorte com o teu empreendimento Magic Play, contas comigo porque na Top10Mom as mulheres apoiam as mulheres e confio no teu profissionalismo e qualidades humanas e tenho a certeza que trabalho nunca te faltará!

XOXO

Erika, #loveistheanswer

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s